Rindo à toa

Os produtores de cachaça artesanal não escondem a alegria. Desde o acordo feito entre os governos brasileiro e americano, as vendas para os Estados Unidos crescem em um bom ritmo. Antes do acordo, a cachaça era chamada de “rum brasileiro”. Como o Brasil não tem tradição na fabricação de rum, o título não atraía compradores. Com a mudança, a bebida brasileira pode sonhar mais alto. É o que pensa Joeny Cremasco, diretor de um alambique em Rio Claro (SP). Ele espera que o pacto aumente em 20% o crescimento anual do alambique.

 

João Bosco Faria, professor do centro de pesquisa em cachaça da Universidade Estadual Paulista (Unesp), aponta o potencial da bebida. Para Faria, além de fortalecer nossa bebida em terras estrangeiras, a mudança no nome vai reforçar a valorização da cachaça no Brasil.

 

Fonte: http://migre.me/abz6s

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s