A Germana tá na mesa

Quando se trata de harmonização, a bebida mais adorada pelos brasileiros não é fiel a nenhum prato. Mesmo sendo mineira de coração, a cachaça é o par ideal para muitas comidas típicas nacionais.

 O cachacier Adwalter Menegatti exemplifica as combinações com a cachaça branca. Segundo Menegatti, a cachaça branca sem sabor adocicado é um bom acompanhamento para o arroz carreteiro e a moqueca capixaba. “Estas cachaças brancas mais fortes, erroneamente chamadas de mais encorpadas, também costumam acompanhar pratos típicos do nordeste e do norte do país com bastante sucesso”, acrescenta Roberto Tadeu, diretor de qualidade da Pirassununga.

Se a cachaça é envelhecida, o que vale é o contraste. Queijos fortes pedem cachaças envelhecidas mais adocicadas. Já os pratos feitos com frango harmonizam com cachaças amargas. As bebidas suaves podem acompanhar os pratos à base de carne de porco. Para Roberto Tadeu não existe hora certa para a harmonização. “A cachaça pode ser apreciada logo no início de uma refeição, ao longo dela, ou ainda pode ser servida como ‘saideira’, optando-se, neste caso, por uma cachaça pura e encorpada, geralmente aquelas com sabor acentuado de madeiras nobres, porém, paladar suave”, afirma.

 

 

Fonte: http://migre.me/abxsm

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s