Reconhecimento gravado na Lei

Todos nós sentimos a cachaça artesanal como parte fundamental em nossa cultura. Principalmente em Minas, a bebida teve relevância histórica, sendo adotada como símbolo de liberdade e brasilidade em todos os períodos de transformação política e social vividos pelo povo. A importância da cachaça foi ratificada com o título de patrimônio cultural imaterial do Brasil.

Ao se tornar patrimônio, a cachaça teve seus métodos de confecção registrados e protegidos pela Lei. De acordo com o Decreto nº 6871/2009, “Cachaça é a denominação típica e exclusiva da aguardente de cana produzida no Brasil, com graduação alcoólica de trinta e oito a quarenta e oito por cento em volume, a vinte graus Celsius, obtida pela destilação do mosto fermentado do caldo de cana-de-açúcar com características sensoriais peculiares, podendo ser adicionada de açúcares até seis gramas por litro”. O queijo minas artesanal, o ofício dos sineiros e muitos outros produtos e manifestações populares também são resguardados pela Lei.

Além de homenagear a mais brasileira das bebidas, demos um passo significativo na preservação de um costume nacional que nos acompanha desde o tempo das capitanias. Mas o melhor de tudo é poder abrir sua Germana e apreciar esse patrimônio.

Fonte: http://migre.me/9mZ7w

 

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s