Economista quer criar Rota da Cachaça Mineira – O valor vai ser baixo para tanta informação

      Beber uma garrafa de cachaça. Essa foi a indicação de um amigo para a solução do desemprego de Eduardo. Com uma garrafa na mão e uma ideia na cabeça, Eduardo começou a fazer negócios e tem hoje um armazém com mais de quinhentas marcas de cachaças. O interesse pela bebida levou o ex-economista a conferências nacionais, à autoria de um livro, a ministrar palestrar e a organizar um roteiro turístico.
Esse último ainda está em andamento, mas deve ser concretizado ainda neste ano. “A produção começa em maio e termina em meados de outubro. A ideia é realizar o roteiro entre esses meses”, relata Eduardo.
A rota da cachaça acontecerá em Minas Gerais e já tem três pontos pré-definidos: São João Nepomuceno, Rio Novo e Juiz de Fora.
“O objetivo é mostrar a produção da cachaça, partindo dos alambiques, passando pelos tipos de madeira dos barris, até chegar aos bares. É uma lição cultural e histórica”, afirma Eduardo.
O passeio deve durar quatro dias e o custo, Eduardo ainda não sabe, mas ele garante: “O valor vai ser baixo para tanta informação”. Além dos atrativos, os participantes da Rota poderão degustar algumas cachaças.

Fontes: http://www.jornalacidade.com.br

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s